Please reload

Posts Recentes

“E aí vamos nós” no Peru!

20 Apr 2017

Confesso que tinha um certo preconceito sobre o Peru, até começar a pesquisar mais sobre esse país. Na minha ignorante concepção Peru se resumia a Machu Picchu, ainda bem que não se resume meeeesmo a só isso! Passamos 15 dias por esse país incrível e vamos falar um pouquinho sobre os cantinhos e encantos desse país, mas antes, vejam as dicas para os viajantes...

 

Informações básicas:
      
Idioma local: Espanhol ( Não se preocupe com isso porque o portunhol vai te levar aonde você quiser rsrs)

Documentos: Por ser um país pertencente ao Mercosul, o único documento exigido é o RG, porém acho que não sou a única viajante que adora um carimbo novo no passaporte, não é mesmo? Se você for desses, leve seu passaporte! Não é aceito nenhum outro documento além de RG e passaporte.
Para saber mais sobre esse assunto veja o post sobre Visto para turistas brasileiros.
O Peru não exige vacinação contra febre amarela, portanto não é necessário o Certificado de Vacinação internacional, a não ser que você vá a outros destinos na mesma viagem. Apesar disso, é recomendado essa vacinação, principalmente para quem irá para a região da Selva Amazônica.
Leia também nosso post sobre a Vacinação contra Febre amarela, lá você encontra todas as dicas e quais países exigem ou não essa vacina e o certificado internacional.

Moeda local: Nuevo Soles ou Soles

Clima: O Peru é um país com muita diversidade de relevo e, consequentemente, climática, devido também a sua extensão considerável podemos encontrar 3 tipos geográficos bem diversos:  a Costa peruana, a região das Cordilheiras dos Andes e a Selva amazônica peruana.
A região costeira, banhada pelo Oceano Pacífico, tem clima predominantemente desértico mas apesar disso, é bem úmido por sua proximidade com o mar. Nessa região, os locais turísticos mais visitados são: Lima, Paracas, Ilhas Ballestras, Ica, Nazca, Trujillo e Chiclayo. 

Se teve algo que me chocou foi saber que não chove há mais de 100 anos nessa região – Isso mesmo, CEM anos!!! Na verdade, ocorrem apenas chuviscos mas devido ao relevo e ventos não chove, apesar de, como eu já disse, ser uma regão bem úmida e que tem, quase sempre, uma névoa recobrindo na maioria dos dias do ano, podendo dar uma trégua no verão! Quando um taxista em Lima comentou isso com a gente dizendo que ficam há mais de 100 anos sem chuva, fiquei surpresa!
A temperatura varia em mínimas de 12º a 20º e máximas de 20º a 30º com média anual de 20ºC quase o ano todo. Com verão quente, normalmente com dias ensolarado pois é quando a neblina dá uma folga, mas sempre úmido; Já no inverno, os dias são um pouco mais frios com a neblina persistente. A foto abaixo foi tirada quado fomos, no mês de janeiro, um dia ensolarado de verão em Lima,  mesmo assim podemos ver uma neblina bem de longe...

 Na região Amazônica, que ainda não conhecemos, o clima é de floresta tropical, úmido e com chuvas abundantes, normalmente o ano todo. De junho a agosto é a época mais seca, quando os rios secam um pouco e as chuvas dão uma trégua, sendo a época mais indicada para quem deseja conhecer a região. As principais áreas com esse clima são Iquito e Parque nacional El Manu.
A região da Cordilheira dos Andes que compreende muitos pontos turísticos como Cuzco, Machu Picchu, Lago Titicaca, Arequipa, Huaraz e Cajamarca, tem a época de seca que vai de abril a outubro, enquanto de novembro a março é tempo de chuva por lá, correndo o risco de atrapalhar seu passeio. Quando fomos, arriscamos a ir em janeiro mesmo sabendo que era a época de chuvas, pois aproveitamos nossas férias da faculdade. Pegamos chuva em Cuzco, no Vale Sagrado e no Machu Picchu, mas acredito que fomos abençoados pois no Machu Picchu só choveu no começo do dia, depois abriu um solzão e em Cuzco, também deu pra aproveitar com e sem a chuva... Então, apesar de não ser indicado, nós fomos e não tivemos maiores problemas, mas não fizemos a trilha inca pois já não fomos com essa intenção, mas para quem opta em fazer acredito que seja uma péssima ideia ir nessa época! Quanto as temperaturas, costuma ter grande amplitude térmica entre dia e noite, dias bem quentes com máximas entre 18ºC e 21ºC e noites mais frias com mínimas entre -7ºC a 6ºC.

Como vocês podem ver nas fotos abaixo, é bem característico de chuvas de verão, dá aquele chuvão e depois abre sol! Chegamos e ficamos desanimados, estava chovendo e com uma vévoa cobrindo toda a cidade inca, como pode ser visto na primeira foto (ou melhor, nada pode ser visto nessa foto rsrsrs), mas logo o sol deu as caras e ficou um dia delicioso! 


 

 

 

Quando devo ir para o Peru?
Com a diversidade climática fica difícil adequar uma época boa para conhecer vários lugares distintos; Se você pretende ir para a região costeira que compreende dentre os destinos mais visitados: Lima, Paracas e Ilhas Ballestras, o ideal é que vá no verão entre os meses de dezembro a março, quando o clima é mais quente e úmido com dias ensolarados e, provavelmente, livres da neblina que normalmente recobre a região. Já se pretende conhecer a região Andina que compreende Cusco, Machu Picchu, Puno e o Lago Titicaca, o ideal é que vá nos períodos mais secos como os meses de julho a setembro, sendo julho e agosto os queridinhos dos turistas, principalmente por ser época de férias na Europa e América do Norte. Para a Selva Amazônica, como já disse, os meses de julho e agosto são ideais.

 

Espero ter ajudado! Para dicas, sugestões, dúvidas e correções deixe seu comentário!!

 

Veja também:
Mochileiro de primeira viagem! O que levar?
Nosso roteiro de 25 dias pela América do Sul - Peru, Bolívia e Chile!

Please reload

Please reload

Posts Relacionados